Eufrasio Capacidade Poeta e Pensador
O sorriso é terapia da alma
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Contato Links
A QUARENTENA AFASTOU-ME DO MEU AMO

A QUARENTENA AFASTOU-ME DO MEU AMO
E agora o que vou fazer? Sem beijar, se abraça, sem tocar.
Meu amor onde você estar?
Vem para cá, quero sentir o teu cheiro já.
Quero sentir o teu cheiro de jasmim.
Deixa o coronavírus para lá, e abraça-me.

Quero sentir o calo da sua pele suada deslizando sobre o meu corpo carente.
Quero ver as suas retinas namorando as minhas retinas.
Quero tocar no seu corpo, como eu toco na flor do meu jardim.
Quero sentir a tua energia na minha direção.

Saudade dos teus cabelos, e da sua boca suculenta.
Quando me abraça e beija-me com carinho.
Saudade do seu olhar sedutor.
Que alimenta o amor desse poeta pensador.
Vem fazer-me, carinhos por favor.

Essa tal de quarentena afastou-me do meu amor.
Agora a carência aumentou.
Vem para perto de mim, meu amor.
Faz-me gemer sem sentir, dor.
O calor da sua pele vai saciar-me dessa dor.
Que e ficar sem te abraçar, meu amor.

Direitos reservados: Eufrasio capacidade.
Lei 9610/98
Eufrasiocapacidade
Enviado por Eufrasiocapacidade em 06/04/2020
Comentários